Apresentação da Universidade

 

A Universidade de Estudos Estrangeiros de Cantão (doravante designada GDUFS, sigla em inglês) é uma universidade de destaque e uma de suas característica é a internacionalização. Ela se destaca como uma importante base para formação de talentos internacionais em língua e cultura estrangeira, comércio e economia exterior e pesquisas em estratégia internacional, entre outros. A GDUFS conta com um corpo discente de 20.454 graduandos, mais de 2.000 mestrandos e doutorandos e mais de 13.000 alunos de educação contínua e alunos estrangeiros.

 

História

A Universidade foi criada pela fusão dos Instituto de Línguas Estrangeiras de Guangzhou e Instituto de Comércio Exterior de Guangzhou em 1995. O primeiro instituto, estabelecido em 1965, era um dos três principais institutos diretamente subordinados ao Ministério da Educação enquanto o segundo instituto, estabelecido em 1980, uma das primeiras instituições na China a oferecer programas acadêmicos em economia e comércio internacional, este era um instituto diretamente subordinado ao então Ministério de Comércio e Economia Estrangeira (o atual Ministério dos Negócios Estrangeiros da China). Em junho de 1995, estabeleceu-se a Universidade de Estudos Estrangeiros de Cantão e em outubro de 2008, o Instituto Profissionalizante de Finança e Economia de Cantão também foi integrado à GDUFS.

 

 

Campi

     A Universidade localiza-se no centro de Guangzhou, uma cidade histórica e cultural e centro econômico do sul da China. Conta com 3 campi e uma área total de 153 hectares, entre eles, o campus norte situa-se ao pé da montanha Baiyun, com 63 hectares, o campus sul situa-se na cidade universitária de Guangzhou, com 73 hectares, o campus Dalong situa-se em Dalong, com 17 hectares. Os campi têm um ambiente acolhedor com áreas verde com grande quantidade de árvores e arbustos, pequenos riachos e ar fresco.

 

Corpo Docente

Desde a sua criação, a Universidade foi o palco de encontro de vários respeitados acadêmicos, como o Dr. Liang Zongdai, Dr. Gui Shichun e Dra. Li Xiaoju, que incansavelmente se dedicam ao ensino e à pesquisa, contribuindo em muito ao desenvolvimento cultural da Universidade. A Universidade conta com 1.173 docentes, dos quais 48,3% são professores titulares ou professores adjuntos e 86,4% dos professores têm os graus de mestres ou doutores. A Universidade orgulha-se de ter entre os seus professores um membro dos Painéis Disciplinares de Avaliação no âmbito do Comitê para os Graus Acadêmicos do Conselho de Estado; 12 membros na Comissão dos Conselhos Cosultivos para o Ensino de várias disciplinas subordinadas ao Ministério da Educação da China; 6 professores que desfrutam do subsídio especial governamental do Conselho de Estado; 1 candidato do “Programa Baiqianwan para o Século XXI” a nível nacional; 6 candidatos do “Programa de Apoio para as habilidades do século XXI” organizado pelo Ministério da Educação; 1 professor com o título de professor emérito a nível nacional e 6 professores a nível provincial; 1 professor na lista de "ilustres estudiosos Zhujiang" determinada pelo governo provincial. Além disso, 9 “Eruditos Yunshan” e 30 candidatos para o programa de treinamento dos talentos Qianbaishi a nível provincial. Ademais, a Universidade contrata mais de 100 professores visitantes e mais de 60 leitores estrangeiros.

 

Desenvolvimento Científico

 Consiste de 21 unidades de formação e um instituto autônomo sob sua jurisdição (Nanguo Instituto de Comércio), a Universidade oferece 56 cursos de graduação em 8 áreas: literatura, economia, gestão, direito, engenharia, ciência, educação e arte . Entre os cursos, 8 são classificados como "Cursos com Características Distintas” a nível nacional e 8 "Cursos de Destaque na província." Com 14 línguas estrangeiras ofertadas como graduação, a GDUFS é a que oferece mais línguas no sul da China. Em 1981, foi concedido à Universidade o direito de conferir os graus de mestrado e em 1986, os graus de doutoramento, tornando-se uma das primeiras instituições chinesas de ensino superior a conceder graus de mestre e doutor desde a retomada do recrutamento de alunos de pós-graduação na China. A Universidade é o lar de um curso fundamental a nível nacional, 6 cursos fundamentais a nível provincial e uma estação volante de pesquisa de pós-doutoramento. A Universidade também oferece 1 curso de doutoramento que abrange todas as áreas de línguas e literaturas estrangeiras e 7 cursos de especialização, 10 cursos gerais e 32 cursos específicos de mestrado e 5 cursos profissionalizantes de pós-graduação.

 

Formação de Talentos

Com seu lema  "Integridade, Eficiência e Universalidade," a missão da Universidade é a formação de bons cidadãos, com base na integração da aprendizagem do curso com o domínio de uma língua estrangeira, visando oferecer aos formandos competência moral, alta preparaçao profissional e melhor capacidade de comunicação intercultural e de criatividade e prática. Os alunos devem ter uma visão global, de acordo com as normas internacionais, sempre prontos para se engajarem na cooperação e competição internacional e terem um apurado senso de responsabilidade social. A Universidade é uma das dezenove universidades ao redor do mundo aptas a recomendar intérpretes e tradutores de alto nível para as Nações Unidas e a única universidade chinesa de línguas estrangeiras a participar no programa de intercâmbio asiático “Campus Asia ". A Universidade é também a sede do Centro de Ensino e Pesquisa para Línguas Minonitárias da Ásia e da Europa, e do Projeto Piloto de Inovação no Modo para a Formação de Talentos em Comércio Internacional, ambos nomeados pelo Ministério da Educação da China. De acordo com a pesquisa da empresa de consultoria educacional MyCos, para o período 2008/2011, a empregabilidade e salário inicial de nossos alunos estão na vanguarda de todas as instituições de ensino superior chineses, incluindo as universidades classificadas nas Classe 985 e Classe 211. Em 2010, a taxa de emprego entre os nossos graduados e pós-graduados alcançou, respectivamente, 99,02% e 98,45%. A Universidade recebe candidatos de mais de 20 províncias, regiões autônomas, municípios diretamente sob a autoridade central e as regiões de Hong Kong e Macau Taiwan. Todos os nossos alunos obtiveram notas superiores à nota de corte para o ingresso nas universidades mais prestigiadas da China. 

 

Investigação Científica

    A Universidade possui um leque de centros de investigação, entre os quais se destaca o Centro de Linguística e Linguística Aplicada, avaliado pelo Ministério de Educação como um centro nacional fundamental em matéria de ciências humanas e sociais. Ainda na área de ciências humanas e sociais, possui 4 importantes centros de investigação a nível provincial, a saber: Centro de Literatura e Cultura Estrangeira, Centro de Economia e Comércio Internacional, Centro de Estudos de Tradução e Centro de Pesquisa do Empresariado Cantonês. O Instituto de Estudos do Centro de Negócios e Comércios Internacionais de Guangzhou constitui ainda um centro de investigação fundamental em estudos de ciências humanas e sociais de Guangzhou. Para além disso, estabeleceram-se na Universidade o Instituto de Estratégias Internacionais de Cantão e o Instituto de Estudos de Serviços Internacionais em Outsourcing. A Universidade publica 4 periódicos de renome nacional: Línguas Estrangeiras Modernas, Pesquisa em Comércio e Economia Internacional, Jornal da Universidade de Estudos Estrangeiros de Cantão, e Jornal de Estratégia e Tomada de Decisões.

 

Cooperação Internacional

A Universidade atribui grande importância à cooperação e ao intercâmbio de educação internacional. Até hoje, a GDUFS estabeleceu relações de cooperação com mais de 190 universidades e instituições acadêmicas e culturais em 32 países e regiões, tais como os EUA, Reino Unido, França, Alemanha, Espanha, Itália, Canadá, Austrália, Japão, Rússia, Malásia, Indonésia, Tailândia, Vietnã, Coreia do Sul, Chile, Cuba, México e as regiões de Hong kong, Macau e Taiwan. A Universidade ainda fundou três Institutos Confúcio em cooperação com três universidades estrangeiras, a saber: Universidade de Sapporo, no Japão; Universidade do Estado de Ural, na Rússia; Universidade Católica de Santa María, no Peru.

 

Instalações de Ensino

A GDUFS conta com instalações de ensino avançadas com o mesmo padrão das melhores universidades do país. A Universidade goza de uma rede de campi avançada e uma plataforma de gestão de qualidade, tendo também 2 laboratórios de destaque e 4 centros-modelo de ensino a nível provincial. A superfície total dos laboratórios ocupa mais de 52 mil metros quadrados. Com uma área total de 50 mil metros quadrados, as bibliotecas nos campi norte e sul possuem um acervo de 2,32 milhões de livros impressos e 1,7 milhões de e-livros, bem como 3.114 periódicos nacionais e estrangeiros e 80 bancos de dados acadêmicos chineses e estrangeiros, proporcionando uma rede integrada de gestão para a compra de livros, classificação, catalogação, circulação e busca de informações a respeito dos recursos da biblioteca em 16 línguas estrangeiras. Atualmente, as instalações da Universidade estão avaliadas em aproximadamente 2,5 bilhões de iuanes.

 

 

Perspectivas de Desenvolvimento

Aderindo à filosofia de “educação integral, busca de excelência” e criando uma vida acadêmica com diversidade, elegância e flexibilidade, a Universidade aposta em um desenvolvimento acadêmico autêntico e verdadeiro, acelerando o ritmo de inovação e reforma e promovendo a estratégia de internacionalização educativa – internacionalização de professores e alunos, de investigação e gestão, visando a constituir uma universidade internacionalizada de alto nível, com características próprias e excelência acadêmica.

(dados estatísticos até a 31 de Outubro de 2011)